quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Rocambole


Receitinha de mãe, sem jeito de dar errado.... Sem mais comentários! Vai lá fazer o seu que é rapidinho...

Ingredientes:
7 gemas
7 claras
7 colheres (sopa) de açúcar refinado
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de amido de milho
1 colher (sopa) de fermento químico
1 lata de doce de leite


Modo de preparo:
Pré aqueça o forno a 200oC. Forre uma assadeira grande com papel manteiga e unte com manteiga e farinha toda a superfície. Bata as claras em neve em picos firmes e reserve. Bata as gemas com o açúcar até branquear e ficar bem cremoso. Diminua a velocidade da batedeira e peneire a farinha, o amido e o fermento e bata somente até incorporar bem. Com uma espátula misture delicadamente as claras em neve. Espalhe na forma e leve para assar até começar a dourar. Para enrolar sem quebrar a massa, umedeça um pano de prato e desenforme a massa por cima do pano. Espalhe o doce de leite por toda a superfície da massa e vá enrolando com a ponta do pano de prato, apertando bem para não quebrar a massa. Polvilhe um pouco de açúcar de confeiteiro por cima e delicie-se!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Bolo de Abacaxi Upside Down


Pedimos este bolo como sobremesa no Cracker Barrel, na Florida, e ele foi servido quentinho com duas bolas de sorvete, pra delírio da galera. Desde que voltamos das férias meu filho me pede este bolo todos os dias. Está na hora de atender ao seu pedido. O bolo é realmente muito bom, fofinho, doce na medida, e pode ser mantido na geladeira pois fica bem molhadinho devido à calda. Vou tentar da próxima vez com outras frutas como banana, pêssego, maçã......deve ficar bom também.

Ingredientes (adaptado daqui):
Cobertura (que na verdade começa por baixo):
1 xícara de açúcar mascavo
1/2 xícara de manteiga
1 lata de abacaxi em calda escorrido (acho que abacaxi fresco deve ficar melhor....)
Bolo:
2 xícaras de farinha de trigo
6 colheres (sopa) de farinha de amêndoas
3/4 colher (chá) de fermento químico
1/2 colher (chá) de sal
1 3/4 xícara de açúcar
200g de manteiga em temperatuta ambiente
4 ovos grandes
3/4 colher (chá) de extrato de baunilha
3/4 xícara de sour cream (misturei 3/4 de xícara de leite com 1 colher (sopa) de limão e deixei por 15 minutos)


Modo de preparo:
Cobertura:
Misture o açúcar mascavo e a manteiga em uma panela pequena e leve ao fogo baixo deixando dissolver bem. Unte uma assadeira com manteiga e despeje a mistura por cima. Arrume as fatias do abacaxi escorrido por cima e reserve.
Bolo:
Pré aqueça o forno a 200oC. Bata a manteiga com o açúcar até ficar um creme fofo. Acrescente um a um os ovos, a baunilha e o sour cream. À parte peneire todos os ingredientes secos e vá acrescentando aos poucos à mistura já batida. Coloque tudo por cima da calda e do abacaxi e leve ao forno por aproximadamente uma hora, ou espete um palito de dente no centro, este tem que sair limpo. Espere esfriar por uns 10 minutos antes de desenfornar. Ainda peguei 1/2 xícara da calda do abacaxi e reguei o bolo antes de desenformar. Ficou bem molhadinho e saboroso.

Obs.: O bolo ficou bem parecido, mas o abacaxi em calda fica firme, então acredito que o fresco deve ficar mais saboroso e incorporar melhor à massa. 

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Bolo de Chocolate Vegano


Desde que as férias acabaram, meu 'lerê' não pára mais. Nunca pensei que tivesse tanto 'cacareco' (palavras de meu marido) acumulado. E o pior é que quando começo, só paro quando vejo o fim.... Resultado, casa mais arejada e despensa vazia (pois o mercado ficou pra depois....). Mas meus filhos já sentem na pele e me pedem desesperadamente por um bolinho caseiro. Pois bem, nem ovos, nem leite e nenhuma vontade de sair pra comprar. Busca rápida pela net e eis que aparece a receita: 'bolo de chocolate vegano'. De início pensei que ficaria totalmente insosso e sem textura,  mas me surpreendi... As crianças pediram uma coberturinha de brigadeiro (assim não vale né!), mas minha cunhada que provou sem nada aprovou. Eu comi com geléia de frutas vermelhas. Enfim, use a imaginação. Se querem uma opinião justa, este daqui é muuuuito melhor, então da próxima vez vou à caça de ingredientes 'animais'.
Memo assim fica uma dica pra quem tem algum tipo de intolerância  a lactose. A receita tirei do site veganchocolatecake.net.

Ingredientes:
1 ½ xícara de farinha de trigo
3 colheres de sopa de cacau em pó
1 colher de chá de fermento químico
1 xícara de açúcar refinado 
½ colher de chá de sal
1 colher de chá de extrato de baunilha
5 colheres de sopa de óleo (usei o de girassol)
1 colher de sopa de vinagre de maçã 
1 xícara de água fria

Modo de preparo:
Pré aqueça o forno a 180oC. Em uma vasilha grande peneire bem a farinha, o cacau, o fermento, o açúcar e o sal. Faça um buraco no meio e coloque a baunilha, o óleo, o vinagre e a água. Misture somente até os ingredientes se unirem bem. Asse em uma forma redonda de 20cm ou, como fiz, em forminhas  para cupcake, por aproximadamente 30 minutos.

Rendimento: 10 porções 

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Ovo Poché



Continuando minha empolgação com a culinária francesa, este é um post desafiador pra mim. Na faculdade acabei com uma caixa de ovos tentando fazer o ovo perfeito. Vamos ver depois de quantos eu acerto hoje.....

Ingredientes:
1 ovo fresco  (o mais fresco possível, com a clara bem firme)
água fervente
1 pitada de sal
1 colher (chá) de vinagre


Modo de preparo:
Ferva a água em uma panela pequena, e quando ferver acrescente o sal e o vinagre e abaixe o fogo. Estes dois não servem para dar sabor ao ovo, apenas para não deixar ele desmanchar na água (foi o que me falaram...). Mexa bem o fundo da panela para que as bolhas de ar se soltem e se forme um redemoinho. Quebre o ovo bem próximo da água, no meio do redemoinho e com uma colher vá jogando a clara por cima da gema, como se estivesse tentando cobri-la. Para a gema quase dura leva uns 4 minutos cozinhando, mas se quiser um pouco mais mole deixe por 3 minutos. Retire com uma escumadeira e coloque em um papel absorvente para secar bem a água. Coma com um pedaço de pão italiano e queijo derretido.Voilà ou quase lá!




segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Bouef Bourguignon (chique heim!)


Adoro o som das preparações francesas: bouef bourguignon, créme brulee, quiche lorraine, croissant, foie gras. Enfim, os pratos com 'acento' francês parecem complicados e elaborados, mas a maioria deles podem ser feitos de maneira fácil e rápida.
O Bouef Bourguignon na verdade é uma carne de panela cozida no vinho tinto e caldo de carne, bem lentamente, com temperos e legumes. Qualquer um pode fazer, e até mesmo adaptar com a carne que preferir. Para cozimento lento e muito sabor eu gosto de usar paleta, mas músculo e coxão duro também ficam muito saborosos. Este prato pode ser preparado de véspera, e aliás a carne e os legumes absorvem bem o sabor.
Devido à minha pressa em buscar crianças na escola e (ainda) arrumar o retorno das férias, acabei usando um caldo em pó que eu adoro, mas se tiver tempo e paciência pode preparar um caldo 'de verdade'.

Ingredientes (para 6 pessoas):
1 kg de paleta
1/2 xícara de bacon picado em cubos
2 colheres (sopa) de manteiga
2 dentes de alho
1 litro de caldo de carne (usei o de costela em pó)
500ml de vinho tinto seco
sal e pimenta a gosto
1 cebola piquê (cebola descascada e espetada com 2 cravos e 1 folha de louro para dar sabor ao caldo)
1 colher (chá) de alecrim
1 colher (sopa) de tomilho fresco
2 colheres (sopa) de extrato de tomate
1 xícara de cogumelos Paris frescos ou em conserva cortados em fatias
2 cenouras cortadas em rodelas de 2cm
2 batatas cortadas em cubos grandes


Modo de preparo:
Corte a carne em cubos de aproximadamente 4cm e enxugue cada cubo em papel toalha, desta forma a carne doura mais rápido. Coloque a manteiga e o bacon em uma panela grande e quando o bacon começar a dourar coloque a carne para dourar também. Quando a carne estiver bem douradinha, acrescente os dentes de alho espremidos e metade do caldo de carne. Quando ferver acrescente o extrato de tomate, o alecrim e o tomilho, e deixe reduzir por aproximadamente 20 minutos em fogo baixo. Acrescente o vinho tinto e quando o álcool tiver evaporado acrescente o restante do caldo. Nesta fase você pode fazer outra coisa ou descansar, pois em fogo baixo deve demorar uma hora e meia para a carne cozinhar com a panela tampada. Fique sempre de olho, pois as temperaturas dos fogões variam muito. Na última meia hora acrescente o cogumelo, a cenoura e a batata. Bon appétit!